Biopolítica: Criticas, Debates, Perspectivas - por Thomas Lemke

Frete Grátis
Código: 9788594444035 Marca:
R$ 47,00
até 12x de R$ 4,59
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 47,00 sem juros
    • 2x de R$ 24,06
    • 3x de R$ 16,41
    • 4x de R$ 12,59
    • 5x de R$ 10,24
    • 6x de R$ 8,65
    • 7x de R$ 7,50
    • 8x de R$ 6,60
    • 9x de R$ 5,91
    • 10x de R$ 5,38
    • 11x de R$ 4,95
    • 12x de R$ 4,59
    • 1x de R$ 47,00 sem juros
    • 2x de R$ 24,77
    • 3x de R$ 16,73
    • 4x de R$ 12,72
    • 5x de R$ 10,31
    • 6x de R$ 8,70
    • 7x de R$ 7,54
    • 8x de R$ 6,69
    • 9x de R$ 6,03
  • R$ 47,00 Boleto Bancário
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

A política no sentido clássico do termo refere-se à condição humana para além das necessidades materiais. O espaço público – a ágora – é o lugar da liberdade, da igualdade e da infinitude. Ao contrário, a casa – o oikos – é o lugar da necessidade, é onde se desenrolam os fatos materiais inerentes à nossa finitude: o trabalho e a fadiga do corpo, a reprodução, a saúde e a morte.

A biopolítica coloca no coração da política aquilo que usualmente está nos seus limites: o corpo e a vida. Vista assim, a biopolítica reintroduz o outro excluído da política. Como diz Thomas Lemke, nem a política nem a vida são aquilo que eram antes do advento da biopolítica.

As características dos seres humanos são agora medidas, observadas e compreendidas de modos que não se pensava antes. Lemke mostra como nossa compreensão dos processos da vida, da organização das populações e a necessidade de “governar” indivíduos e coletividades por meio de práticas de correção, exclusão, vigilância e disciplinamento.

O livro mostra como nos encontramos hoje diante de uma verdadeira polarização ligada à fusão da vida e da política provocada pela biopolítica. Por um lado, um naturalismo da política toma a vida como a base da política. Ele vai das teorias organicistas do Estado às biologias racistas dos supremacistas e da extrema direita. Por outro lado, a concepção politicista considera a biopolítica como um domínio de práticas ou uma subdisciplina da política. A linha politicista possui duas formas: a biopolitica ecológica, que visa unir a política à preservação e à proteção do ambiente natural, e a biotecnologia, mais interessada no desenvolvimento e na expansão produtivista da vida.

Contra as leituras naturalista e politicista, Michel Foucault é o primeiro pensador a propor uma interpretação histórica e relacional da biopolítica. Para Foucault, a vida não é a base nem o objeto da política. Ela se refere à emergência de um conhecimento político específico. No contexto do governo dos seres viventes, a natureza não representa um substrato material sujeito à ação política, mas que depende da própria ação política. A partir da perspectiva de Foucault, o livro mostra como pensadores como Agamben, Negri e Hardt e Roberto Esposito repensaram a biopolítica

Autor: Thomas Lemke
Editora: Politéia
Ano: 2018
Páginas:192
Condição: Livro novo

Produtos relacionados

R$ 47,00
até 12x de R$ 4,59
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

A Livraria Acervo está em atividade desde 1992 oferecendo uma seleção especial em humanidades, literatura e artes. Além da compra e venda de livros usados e novos, executa restauração e encadernação artesanal de livros.

Pague com
  • Mercado Pago
  • Mercado Pago
Selos
  • Site Seguro

Livraria Acervo - CNPJ: 11.499.938/0001-14 © Todos os direitos reservados. 2021

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Para saber mais acesse nossa página de Política de Privacidade